Clariçoca!

 Pregnancy Ticker

04 fevereiro 2013

19/30 - Como você se sentiu ao se tornar mãe/pai?

Acho que divido esse "se sentir mae" em varias partes. Quando me descobri gravida e durante toda a gravidez, eu posso dizer com todas as letras que eu era a pessoa mais feliz da galaxia. Foi uma gravidez tao tranquila, tao bacana, tao sonhada e desejada que eu me sentia muito, muito feliz. Aproveitei cada dor, cada quilo ganho (e foram muitos, hahaha), cada novidade como pude. Ja era mae? Uhn, digamos que foi a parte do mundinho cor de rosa da maternidade.
Dai, ela nasceu. Um parto normal sem anestesia, ruptura de segundo grau, amamentacao dificil, longe da familia, baby blues comendo solto... O primeiro mes minha gente, foi HORROROSO. Eu queria sumir, eu nao me sentia eu, eu me perguntava o que diabos eu tinha feito da minha vida. Eu chorava, eu doia, eu nao era eu. E agora, eu era mae? E agora, ja era mae? Ja. E eu estava enlouquecendo.
Ate que passou, ela dormiu a sua primeira noite inteira, amamentar nao era mais tao dificil, ela sorria e eu derretia... E daquele dia em diante, a cada novo dia, a cada novo segundo, eu me pergunto a pergunta-cliche: AONDE CABE TANTO AMOR? Eu nao entendo, nao consigo. Eh muito trabalho, eh muita dedicacao, eh muita preocupacao. Mas eh tanto, tanto amor que nao me cabe. Jah sou mae? Sim! E como eu me sinto sendo mae? Inteira.

3 comentários:

Julia Frias disse...

É bem isso mesmo né, é uma loucura, um turbilhão de sentimentos que a gente se sente mega perdida.

Também cheguei a pensar"que diabos eu fiz da minha vida", mas ainda bem que logo logo isso sumiu daminha cabeça, pq ser mãe me tornou uma pessoa melhor, e eu mepergunto como que pude viver tanto tempo sem essa pequenininha!

Beijos linda

Lu Navarro disse...

ainnn q lindoooooo!!
eu me faço essa pergunta, o q eu fiz da minha vida, quando nao dou conta dos problemas, quando nao tenho ajuda, quando Rafa faz birra, e eu nao consigo frea-la, mas amor de mae e infinito, nao cabe no peito, a gente nao consegue viver sem estes presentes divinos. Ahh, q maternidade e tao complexa, tao complicada, mas tao boa de ser vivida.
Bjusssss amiga.

Ester disse...

lindo!!! vc descreveu exatamente o que eu penso... perfeitas palavras... é tudo isso mesmo...
é um misto né? coisas boas e ruins... mas o amor supera tudo...
bjs!